Publicado por: Thiago W | agosto 3, 2010

Previa,Previas e mais previas…

Valew pelo a poio todos os visitantes e mods pela minha irma mudo o horario na  band agora e 20:50 se quiser vota e ajudar minha irmã agora beleza vou postar sobre algumas previas de jogos então vamos la

Spider-Man: Shattered Dimensions

Spider-Man: Shattered Dimensions

Plataformas: XBox360,Ds,Wii e Playstation 3

Desenvolvedora:Bennox

Distribuidora:Activision-Blizzard

Lançamento:07 setembro de 2010

Principal

A versão Amazing desfere golpes com a mesma potência do humor das palavras de Peter Parker, incluindo ataques especiais de teia que formam bolas gigantes, ondas de impacto no solo e até mesmo chutes em curta distância.

Outro dos universos que será retratado no game é o Noir. Com muitas armas de fogo para os bandidos e poucas cores permeando os cenários, o que se vê é um herói mais sombrio, destinado às sombras com roupas escuras em couro que vão dos pés à máscara.

O ponto mais interessante de Spider-Man: Shattered Dimensions é que cada uma destas dimensões apresenta gráficos e estilos visuais únicos (enquanto Amazing conta com efeitos desenhados e cores vibrantes, Noir parte para o lado sinistro das coisas), além de jogabilidade focada em aspectos diferentes, prevalecendo em momentos a agilidade e em outros a força ou até mesmo a discrição.

Previas

A Actvision se arma para tentar reviver o nome do Homem-Aranha no mundo dos jogos, concedendo à Beenox — desenvolvedora responsável pela elaboração de jogos como Guitar Hero: Smash Hits — o direito de trabalhar na nova aventura, intitulada Spider-Man: Shattered Dimensions.

Diferentemente dos capítulos passados — que apelaram para os filmes — o novo episódio tomará como fonte de inspiração a origem do herói, isto é, os gibis, que mostraram inúmeras formas e versões alternativas do herói pegajoso.

Para cada universo, uma reação!Futuro,passado,presente e o LOL

A premissa básica do jogo é de que fragmentos de uma inscrição se perderam por quatro dimensões. Ainda não há como saber se todos estes pontos do universo serão ligados de alguma forma, mas o que importa é que em cada um deles reside uma forma de Homem-Aranha.

primeira delas é o Homem-Aranha Noir, um herói sinistro que vaga pelas sombras, deixando como marca de seus ataques ao crime as teias, dependuradas pelas paredes e telhados. As roupas claras foram substituídas pela máscara de couro e pela jaqueta escura, que são perfeitamente condizentes com o restante da paisagem.

Tanto o astro quanto os inimigos carregam consigo armas de fogo (ainda que os “gângsters” da cidade levam vantagem graças às metralhadoras automáticas, que podem ser vistas no trailer colocado acima). Os cenários carregam fumaça e poucas cores, lembrando ligeiramente o visual de Batman: Arkham Asylum. Assim como no jogo com Bruce Wayne, o objetivo no universo Noir é percorrer o máximo de tempo pelo escuro, evitando que os inimigos o vejam, de forma que sejam preparados ataques letais.

Amazing Spider-Man!Passado!

Do lado oposto temos o Homem-Aranha retirado da série Amazing, que é muito mais próximo da visão passada pela série animada. Ao contrário do guerreiro das sombras, a versão Amazing — com as tradicionais vestes em vermelho e a azul — parte para cima dos oponentes, utilizando socos e os golpes com teia.

Quando citamos as combinações com teia, nos referimos à possibilidade de jogar inimigos pelos ares, de formar bolas de teia e acertar os malvados e até mesmo de criar ondas de impacto depois de um longo salto. Vale lembrar que os efeitos gráficos são desenhados nesse mundo, o que lhe confere um visual mais animado.

Os combates nessa fase são rápidos, com direito a manobras por todos os lados, esquivas e a tradicional navegação pelo cenário, com as teias sendo jogadas de parede em parede. Curiosamente, alguns dos chefes e ataques especiais trarão sequências de golpes em primeira pessoa, seguidas de várias provocações ao estilo Peter Parker.

Mais novidades pela frente

Como já dito acima, o jogo final trará quatro dimensões, sendo que somente duas delas foram reveladas até o momento. Faltam também muitas das animações dos personagens, bem como as falas e até mesmo as expressões para os vilões.

Img_original

A sensação passada é a de que teremos quatro jogos dentro de um pacote, já que há tamanha variação de um universo para o outro, tanto em termos de gráficos quanto de jogabilidade. A Beenox tem até setembro para terminar seu trabalho no projeto, mas já conseguiu deixar uma impressão positiva com o que foi mostrado no trailer.

Se o restante do universo de Homem-Aranha for bem explorado — contando com os poderes alternativos, vestes e até mesmo os grandes chefes que surgiram ao longo das histórias em quadrinhos — teremos um grande jogo pela frente.

Não joguei sem não mais parece legal

Halo: Reach

Halo: Reach

Plataformas: XBox360

Desenvolvedora:Bungie

Distribuidora:miscrosoft

Lançamento:14 de Setembro de 2010

Principal

Halo: Reach é mais um game da famosa série criada pelos desenvolvedores da Bungie. Como ocorre na maior parte dos jogos da franquia, o título é jogado na perspectiva de primeira pessoa (FPS). Aqui, os gamers têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre os fatos iniciais da história de Halo.

Contando com um modo multiplayer bastante interessante, Reach — como o nome já diz — aborda o principal planeta colonizado pelos humanos. Um bombardeio dos Covenant (a raça inimiga) surpreende os habitantes do local onde foi realizado o treinamento de uma das figuras mais importantes da franquia: Master Chief, o líder dos soldados Spartan.

Um dos principais pilares de Halo: Reach é a história, que traz à tona uma série de fatos extremamente debatidos entre os fãs da série. A ficção de Halo é capaz de cativar uma vasta quantidade de gamers com guerras futuristas e tiroteios espetaculares.

Previas

Grande parte do sucesso com a porção online (em Halo 3) veio da possibilidade de criar e editar mapas, algo que estourou depois do lançamento dos sistemas Forge e Sandbox, nos quais era permitido que jogadores alterassem os spawn points, as armas e até mesmo o posicionamento dos elementos dos cenários.

Com um pouco de criatividade dos usuários, o que se viu ao longo do tempo foi a elaboração de cenários a partir do zero, muito embora essa não tenha sido a intenção original da desenvolvedora.

A Bungie, então, passou um bom tempo observando os pedidos da comunidade, pensando na melhor forma de dar vida a um sistema de edição mais robusto. O resultado é o novo Forge, o próximo passo na evolução da franquia, que será parte integrante de Halo: Reach. Em seu cerne, ele manterá a proposta de criação de mapas, mas trará ferramentas assustadoramente poderosas.

Manipulando o universo

A primeira coisa que chamará a sua atenção é o aumento no número de objetos que podem ser colocados sobre os cenários. O limite foi largamente expandido e permitirá liberdade quase absoluta no desenvolvimento de estágios. Outro detalhe é que a equipe de desenvolvimento planeja liberar uma série de ambientes, tais como localidades internas e externas.

Mas é claro que os objetos não significariam nada sem um sistema de colocação. Nesse quesito, não haverá motivo para preocupações, uma vez que a interface foi completamente reformulada. Todas as tarefas agora estão mais simples, mas podem ser realizadas com o máximo de precisão.

Img_original

Há controle sobre o posicionamento, ângulos horizontais e verticais, deslocamento e muitos outros atributos. Com um apertão no analógico o modo de baixa velocidade é ativado, permitindo alinhamentos exatos. Como resultado, não será mais necessário perder horas para juntar dois blocos de metal…

Resumindo, a Bungie pegou tudo o que não funcionava em Halo 3 e reconstruiu. Como descrito em um diário de desenvolvimento, o objetivo é pegar os truques dos usuários e transformá-los em ferramentas sem segredos.

As opçoes

Além da posição, é permitida a definição das propriedades dos elementos já citados. São três escolhas no total. A primeira, “Normal”, é a que todos conhecem, deixando objetos sujeitos a ação da gravidade. Uma vez soltos pelo jogador, eles despencarão até encontrar barreiras sólidas (neste caso, o chão).

Img_original

A segunda, “Fixed”, tem ação inversa, deixando tudo preso na posição desejada. Por fim, a opção “Phased” adota o comportamento da posição fixa, mas permite que o objeto selecionado atravesse qualquer superfície e se funda ao que já existe. Embora a ideia pareça estranha, ela logo revela seu gigantesco potencial.

De tal maneira, o jogo permitirá que jogadores construam plataformas flutuantes em beiras de encostas, arquiteturas modernas (construídas a partir de blocos normais) ou ainda, de acordo com o interesse do criador, uma arena flutuante, sem piso, apenas com plataformas dispersas pelos cantos. As possibilidades são realmente ilimitadas.

Outras novidades são os jetpacks com combustível ilimitado, seleção de itens por classe (permitindo controle sobre todos que pertençam a um mesmo grupo) e remoção imediata de todos os spawn points. O resultado é um sistema de desenvolvimento tão poderoso que até mesmo os artistas o utilizaram para criar os mapas multiplayer que estarão no disco de Halo: Reach.

Escala épica

Um desses mapas é o Forge World, que espanta pelo seu tamanho. Apresentado com muito orgulho pela equipe de artistas, ele é composto por cerca de cinco a sete seções diferentes, sendo que cada uma delas possui o tamanho de um dos mapas antigos, vistos em Halo 3.

O mais interessante é que os jogadores podem navegar de um ponto ao outro através das aeronaves. A batalha e as explosões vistas no horizonte podem sim ser alcançadas. O segredo para o feito está na técnica inédita de renderização de objetos distantes, que consome pouquíssimo do poder de processamento e da memória do console.

Img_original

O cenário é adequado ao modo Firefight, muito embora cenas com arenas para veículos e manobras e objetos com manipulação da gravidade tenham sido exibidos brevemente. Ainda com relação ao Firefight, haverá uma variação inédita, chamada “Versus”, como observado pela Gamespot.

Nela, dois jogadores no papel de espartanos se juntam com o propósito de deter outros dois jogadores, que partem como Elites. Ao fim da rodada, os papéis são invertidos. Depois dos duelos, aquele com mais pontos no papel de espartano vence.

Depois de vermos um sistema tão impressionante, a única coisa que nos entristece é lembrarmos que Halo: Reach provavelmente será o último, da franquia, a ser liderado pelo pessoal da Bungie. Eles querem deixar a série com um verdadeiro estouro, mas já devem ter grandes ideias para os novos projetos. Reach chega às lojas no dia 14 de setembro deste ano.

falow vou fazer meu proximo post do cabelas dangerous hunter 2011

>GosTxT<


Responses

  1. Ótimo post =D ficou ótimo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: